Notícias da Pecuária
Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária e meio ambiente - 20 de Setembro de 2019
09/02/2015 - 14:14

Produção pecuária de Santa Catarina poderá ser exportada para África

Atualmente, o rebanho bovino catarinense total é de 4,2 milhões de cabeças, sendo 85% de gado leiteiro e 15% de gado de corte.
Acervo
Ampliar
Gado
A Secretaria de Agricultura e Pesca e a Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (Faesc) foi informada pelo Ministério da Agricultura que a África do Sul estaria interessada em comprar carne bovina com osso do Estado.

Se as negociações forem efetivamente fechadas como espera a Faesc, a carne bovina produzida em território catarinense - e somente esta - poderá ser exportada. Para abastecer a demanda interna, visto que não é autossuficiente, o Estado aumentará as compras de outras regiões brasileiras.

Atualmente, o rebanho bovino catarinense total é de 4,2 milhões de cabeças, sendo 85% de gado leiteiro e 15% de gado de corte. Cerca de 600 mil cabeças de gado são abatidas por ano para nutrição humana. 

A produção interna é de 132,5 mil toneladas de carne, o que representa pouco menos da metade do consumo. Outras 138 mil toneladas são importadas de outras unidades da federação. Pela ordem de importância, os maiores fornecedores são Mato Grosso do Sul, Acre, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rondônia, Paraná, Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Pará.

O presidente da Faesc acredita que, a se confirmar um cenário de bons negócios com a África do Sul, o setor produtivo catarinense poderia exportar até 50% da produção local, o que significaria abater e transformar em cortes com osso 200 mil cabeças.

Essa nova realidade exigirá investimentos e adaptações nas plantas industriais.
Informações Assessoria de Imprensa
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O NOTÍCIAS DA PECUÁRIA?
MAIS NOTÍCIAS