Notícias da Pecuária
Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária e meio ambiente - 16 de Dezembro de 2018
26/09/2018 - 09:18

MS colhe mais de 9 milhões de toneladas de soja na safra 2017/2018

Mato Grosso do Sul se consagra, a cada safra que passa, como um dos grandes polos de produção de soja no Brasil. Dados da Federação da Agricultura e Pecuária do estado indicam safra de 9,56 milhões de toneladas de soja em 2017/2018.
Acervo Notícias da Pecuária
Ampliar
Soja
Interessante ressaltar que este resultado, nunca visto antes, é 1 milhão de toneladas superior ao do ciclo 2016/2017. A produtividade verificada também atingiu marca histórica, de 59,2 sacas por hectare.

O engenheiro agrônomo Edson Borges comenta que o produtor fez o dever de casa nesta safra. "Ele respeitou o vazio sanitário, efetivou a nutrição ideal para a cultura sempre buscando altas produtividades, com lucratividade, respeitou os níveis nutricionais exigidos pela cultura, realizou correto controle das plantas daninhas, insetos e doenças, plantou a variedade ideal, indicada para a região, e seguiu à risca o período de aplicação para o manejo fitossanitário".

Para auxiliar na gestão correta da safra e na tomada de decisão em relação aos produtos a serem utilizados, a Bayer coloca à disposição do produtor o programa "De Primeira, Sem Dúvida", a fim de mostrar a importância do manejo adequado para o controle das doenças firmando o sucesso da colheita. Como prova dos ganhos da iniciativa, Chapadão do Sul, palco do projeto no estado, teve crescimento de produtividade em 1,8 sacas por hectares a mais nas áreas de manejo correto em comparação àquelas com aplicações atrasadas.

"Durante a fase de análise do 'De Primeira, Sem Dúvida', o clima favoreceu muito e o agricultor aplicou ainda mais tecnologia, diminuindo riscos na lavoura, resultando em uma boa produtividade e mais segurança ao seu negócio", aponta Borges. O rendimento registrado corresponde a três sacas a mais por hectare ante a safra anterior. Prova que o sojicultor está se esforçando é que nos últimos anos esta conta só aumenta: na safra 2014/2015 a média foi de 49 sacas, em 2015/2016 pulou para 50, e em 2016/2017 foram 56 sacas.

Um dos principais diferenciais do 'De Primeira, Sem Dúvida' é levar informação para que o produtor saiba utilizar as melhores ferramentas no momento correto. "Sabe-se que para a disseminação de uma doença na cultura da soja, existem vários fatores envolvidos, portanto, é difícil ser totalmente assertivo. Este projeto orienta o produtor a fim de aproveitar seu investimento da melhor maneira. Para conseguirmos o manejo adequado, é fundamental considerar a importância de outras estratégias, como a resistência genética, o vazio sanitário e a eliminação da soja guaxa/tiguera na entressafra, assim como tecnologia de aplicação que realmente permita uma boa distribuição dos fungicidas. Cada safra tem sua particularidade e desafio, por isso é importante o sojicultor estar bem preparado", explica Marcos Dallagnese, gerente de Fungicidas da Bayer.

Além da iniciativa, prova de que produtores sul mato-grossenses buscam cada vez mais tecnificação à fazenda, são os dados da Rede AgroServices da Bayer, que apontam os serviços de Estação Meteorológica e Agroespecialistas (Consultoria in loco que ajuda produtores rurais em questões técnicas sobre as lavouras), como os mais requisitados dentro do Programa de Pontos da empresa.
Com informações assessoria de imprensa
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O NOTÍCIAS DA PECUÁRIA?
MAIS NOTÍCIAS
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE NO FACEBOOK
Notícias da Pecuária - Todos os direitos reservados 2018.