Notícias da Pecuária
Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária e meio ambiente - 23 de Julho de 2014
17/03/2014 - 14:30

Mercado do boi gordo teve altas sucessivas durante semana

O mercado do boi gordo fechou a semana em alta. A referência para o boi gordo teve valorização em São Paulo e atingiu R$ 124,00/@ à vista e foram registrados negócios ocorrendo em valores até R$ 126,00/@.
Acervo/Notícias da Pecuária
Ampliar
Boi gordo
A dificuldade em adquirir animais terminados e alongar as escalas, segura as altas consecutivas. As escalas dos frigoríficos não passam de quatro dias úteis no Estado.

Houve alta em mais oito praças produtoras. Os destaques foram Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, nessas duas praças a arroba teve alta todos os dias da semana. No mercado da carne, elevação nos preços do boi casado de animais castrados, puxada pelo traseiro. O quilo está cotado em R$ 8,19, valor 4,4% acima do verificado no início do mês.

A valorização da arroba e a queda na carne resultaram em redução na margem do frigorífico. A semana inicia com expectativa de redução nas vendas, com isso é possível que os preços da carne percam força.

Situação do mercado de reposição:
O mercado de reposição segue firme com alta nos preços em praticamente todo Brasil. Nas categorias e praças pesquisadas, foi registrada alta de 1,1% em uma semana.

As categorias de machos apresentam maiores demanda. Analisando todas as categorias de machos nos Estados pesquisados, a alta da semana foi de 1,3%.

A melhora na situação das pastagens elevou o ânimo para o comprador e, com isso, a demanda está em alta em comparação à semana anterior. Outro fator que colabora para as valorizações no mercado de reposição tem sido o cenário altista no mercado do boi gordo.

Os maiores valores de preços de reposição no país estão em São Paulo, onde o bezerro desmamado anelorado (8 a 10 meses) é negociado, em média, por R$ 880,00 por cabeça, alta semanal de 2,3%. Para o boi magro (12 arrobas), a referência no Estado teve alta de 1,4%, no mesmo período, e ficou em R$ 1.400,00 por cabeça.

As maiores altas na semana foram registradas na Bahia e no Tocantins, onde os preços de referência, considerando todas as categorias, em média, subiram 2,3% e 1,7%, nessa ordem.
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O NOTÍCIAS DA PECUÁRIA?
MAIS NOTÍCIAS
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE NO FACEBOOK
Notícias da Pecuária - Todos os direitos reservados 2014.