Notícias da Pecuária
Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária e meio ambiente - 21 de Outubro de 2018
25/01/2018 - 08:29

Melhoramento Genético e manejo adequado contribuem para bons resultados, afirma Nelore Yule

Cada vez mais pecuaristas investem em tecnologia com o intuito de obter maiores ganhos econômicos em menor espaço e menor tempo. Para falar sobre o assunto, a Genética Aditiva recebeu no início da semana a visita do Nelore Yule - Fazenda Campo Limpo, localizada em Bandeirantes (MS), representada pelos irmãos Cássio Yule e Humberto Yule, este também Conselheiro Deliberativo da Associação Sul-Mato-grossense de Produtores de Novilho Precoce.
Carla Layane
Ampliar
Divulgação/Nelore Yule
Ampliar
REM Castron
Ambos são veterinários de formação e estão na 3ª geração trabalhando com a pecuária. Clientes desde 2015 da Genética Aditiva, eles revelam, em entrevista, o início desta parceria e os resultados já obtidos e um pouco mais sobre a história. Confira:

Genética Aditiva: Como surgiu o interesse em iniciar o trabalho de melhoramento genético em sua propriedade?

Cássio Yule: A vida toda meu pai comprava touro melhoradores, só que do jeito que era na época dele. Isso foi até o ano de 2010, data em que eu e Humberto começamos a ajudá-lo na fazenda. Em 2013 ficamos mais interessados no assunto. Começamos a fazer o levantamento nas duas propriedades e percebemos que havia uma carência de animais avaliados.  Passamos então a partir para essa genética e, em 2015, adquirimos nosso primeiro exemplar da Genética Aditiva no Mega Leilão.

Humberto Yule: Conhecemos o trabalho da Genética Aditiva, participamos de leilões e isso nos despertou a curiosidade e a vontade em ter um exemplar da raça Nelore e testá-lo na fazenda.

Genética Aditiva: Quais resultados obtiveram com o melhoramento genético? Atendeu às expectativas?

Humberto Yule: No Mega Leilão realizado em 2015 adquirimos o touro REM Castron, filho de REM USP em vaca Quark, período em que iniciamos nosso plantel PO. Com certeza os resultados que obtivemos foram acima da expectativa. Compramos ele exatamente com esse fundamento de repassar o gado PO e aí quando vieram os primeiros filhos os resultados colhidos já se mostraram satisfatórios. Neste terceiro ano aumentou mais ainda, com números de filhos significativos. 

Genética Aditiva: Quando compara os touros da inseminação de touros de Central com os touros comprados no Mega Leilão, os resultados estão equivalentes. Isso ressalta e fortalece a qualidade dos animais ofertados no evento.

Cássio Yule: No Mega Leilão a qualidade dos touros vendidos é muito alta, então eles acabam sendo equivalentes. O que vai diferenciar os touros que vão para a Central ou para as propriedades são os pequenos detalhes. Acredito que tem muitos touros da Genética Aditiva que estão em propriedade que não fazem levantamento dos filhos e que devem estar com uma produção fantástica.

Genética Aditiva: Além da genética vocês fazem todo um trabalho no ambiente, manejo e nutrição na propriedade. O que tem de diferencial na fazenda de vocês? Como fazem isso para a genética poder se expressar? 

Humberto Yule: Fazemos uma pastagem de braquiarão e de piatã. É o básico bem feito, com suplementação estratégica na época de reprodução.

Cássio Yule: Na verdade a gente tenta eliminar esses efeitos ambiente de uma maneira básica e simples, começamos pela pastagem, com reforma, correção de solo, plantamos capim com maior teor de proteína e assim vamos eliminando esses efeitos ambiente. Logo em seguida vem a nutrição, buscamos sempre investir mais nessa área de nutrição e depois a genética, que é a cereja do bolo. A propriedade tem que estar pronta para receber material genético ou ele não vai expressar todo o potencial.

Genética Aditiva: E sobre a sucessão familiar?

Humberto Yule: As propriedades eram de nossos avós. Meu pai é filho único e assumiu diretamente. Em 2010, junto com o Cássio começamos a participar mais, ir mais para fazenda. Somos funcionários das fazendas, não fazemos nada sem o aval dele. Ele é o presidente e nós somos os diretores. Nossa relação é muito amigável lá dentro, senta, conversa, define e tem dado certo. Harmonia resulta em bons resultados. Meu pai diz: "o que eu pude fazer na minha época eu já fiz, agora vocês vão ter que colocar essa fazenda para frente".

Cássio e Humberto revelaram ainda que em 2017, as propriedades contaram com a consultoria da Terra Desenvolvimento Agropecuário e da Integra Software. "Nos ajudaram muito na parte de gestão. Foi muito bacana pois mudamos e melhoramos na forma de pensar, de agir, foco em gestão mesmo. Trabalhar a fazenda como uma empresa", disseram.
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O NOTÍCIAS DA PECUÁRIA?
MAIS NOTÍCIAS
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE NO FACEBOOK
Notícias da Pecuária - Todos os direitos reservados 2018.