Notícias da Pecuária
Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária e meio ambiente - 14 de Agosto de 2018
24/05/2018 - 09:00

Empresa produtora de carne bovina aposta em ciência, genética e sustentabilidade

A Beef Passion, produtora e comercializadora brasileira de carne bovina 100% sustentável, foi a primeira a conquistar a certificação Rainforest Alliance - selo internacional que atesta a excelência socioambiental em toda a cadeia produtiva da marca, da gestão de florestas ao bem-estar animal, passando pelas condições de segurança e medicina dos trabalhadores à preservação das matas ciliares e nascentes e qualidade da água.
A empresa conta com quatro fazendas - duas no interior de São Paulo e duas no Mato Grosso do Sul -, onde está concentrada toda a produção de forma verticalizada – desde a fabricação da ração dos animais (com base em estudos nutricionais feitos pela UNESP), que é balanceada e livre de componentes químicos, fator que influencia diretamente na qualidade da carne, passando pela fertilização, criação e abate do gado, até a comercialização da carne para estabelecimentos comerciais (varejo e restaurantes), além da loja própria, em Higienópolis, onde vende seu produto para o consumidor final (pessoa física).

"Com a crise da carne no Brasil, registramos um amento de 30% na procura por nossos produtos, principalmente pela qualidade e certificação de toda a nossa cadeia produtiva", explica Amália Sechis, diretora de Marketing -Comercial da Beef Passion.

A companhia também desenvolveu duas novas raças de boi - o Australian Passion e o Grand Passion -, por meio de cruzamentos genéticos. O Autralian Passion é composto da combinação genética Angus, importada da Austrália, com uma matriz Nelore, brasileira, criteriosamente selecionada. O bovino Grand Passion é a combinação genética Wagyu, importada da região de Kobe, do Japão, com a matriz Australian Passion. A Beef Passion dispõe de 72 tipos de cortes de cada raça e aposta na qualidade do animal para desmistificar a divisão de carnes entre primeira e segunda. 

“Todos os cortes da Beef Passion são de primeira qualidade independente da parte do boi”, reforça Amália. O objetivo dos cruzamentos é criar animais com as melhores características de cada raça, resultando em um produto de carne bovina padronizado, de alta qualidade e baixo índice de gordura saturada. "É o que chamamos da ciência da fibra perfeita", diz Antônio Ricardo Sechis, presidente da Beef Passion.

Fazendas

Nas fazendas do Mato Grosso ficam as matrizes fêmeas que recebem as inseminações. Quando nascem, os bezerros permanecem no local e mamam até os nove meses em média. Depois, passam pelo desmame em uma área de lazer, para que a separação com a mãe seja menos traumática, até a hora de ir para o SPA Bovino, no interior de São Paulo.

O SPA Bovino é uma parte coberta da área de confinamento, que oferece conforto térmico para os animais, além de controle biológico de proliferação de moscas, água cristalina proveniente de poços artesianos com PH equilibrado e programa de interatividade com bola  e música, para que o gado fique mais tranqüilo e sociável.

Os bezerros chegam ao SPA Bovino e recebem alimentação adequada para a engorda até chegar ao ponto de abate. Em média, o Grand Passion fica confinado no SPA entre 250-300 dias, e o Angus por cerca de 180 dias.

A Beef Passion cria cerca de oito mil cabeças de gado por ano e abate uma média de 300 por mês. Conta com sete funcionários no setor administrativo e outros 30 no campo. Em 2016, faturou foi R$ 8 milhões.

Informações: https://beefpassion.com.br
Com informações assessoria de imprensa
Gostou? Compartilhe!
COMENTE ESTA NOTÍCIA
CURTIU O NOTÍCIAS DA PECUÁRIA?
MAIS NOTÍCIAS
Publicidade
Publicidade
ACOMPANHE NO FACEBOOK
Notícias da Pecuária - Todos os direitos reservados 2018.